Correia Dentada

Conserto e venda da chave de seta
14 de setembro de 2017
correia 3correia 3
correia 1correia 1
correia 2correia 2

Você sabia que a correia dentada pode causar um grande prejuízo para o seu bolso?

Isso acontece quando a correia se rompe, fazendo com que os pistões se choquem com as válvulas o que leva ao empenamento das mesmas. Dessa forma, com esse rompimento o motorista acaba sendo obrigado a fazer a retifica do cabeçote.
O rompimento da correia dentada também pode acontecer em altas velocidades ou em arrancadas fortes, resultando na quebra dos pistões. Além disso, nessa situação o motor precisará passar por uma retífica completa.

Como funciona a correia dentada?

A correia dentada é responsável por coordenar a abertura das válvulas de acordo com a posição da árvore de manivela, já que cada válvula tem um momento exato de abrir e fechar, variando com os movimentos dos pistões.
Ela também ajuda no fornecimento de energia para ar-condicionado, alternador, direção hidráulica e sistema de refrigeração de um veículo. Correia dentada deve ser trocada assim que for identificado problemas
Identificar quando a correia dentada está ruim é importante para evitar problemas maiores, consequentemente gastos inesperados. Sendo assim, caso você perceba um ruído alto vindo da parte da frente do veículo, repetidamente pode ser indicativo de problemas na correia dentada. Com isso, para resolver o problema é importante buscar um mecânico profissional para a substituição ou tensão da mesma corretamente.

Sabe quando trocar a correira dentada?

Mas quando devo trocar a correia dentada? Para saber quando trocar você pode seguir as orientações do manual do veículo, onde consta a quilometragem ideal para a substituição da correia dentada ou a troca pode acontecer de 5 em 5 anos, caso o veículo não seja utilizado em situações extremas. É importante lembrar que a correia não dá sinais de que irá romper. Além disso, ela fica protegida por uma capa de plástico, dificultando a avaliação do seu estado. Por isso, para verificar as condições da correia é preciso desligar o veículo, retirar a capa de plástico e buscar por trincas na borracha ou lona desfiada. Ao identificar um desses problemas o ideal é procurar um mecânico para que a substituição seja imediata.

Dica

Caso você compre um carro usado com mais de 50 mil quilômetros rodados faça a troca da correia dentada para evitar qualquer imprevisto. Por isso, se você tiver dúvidas sobre a origem do carro também é recomendada a troca, pois pode haver adulteração da quilometragem.